Domingo

As 19h00 | Culto da Família

Quarta-Feira

As 19h30 | Culto de Oração

Sábado - RJCM

As 19h30 | Culto de Jovens

BLOG

Dizendo por dizer

17/08/2016  

Quebra-gelo: "Dizendo por dizer"

Cada participante recebe uma frase (ou escolhe).O líder dá alguns minutos para que cada um, em silêncio, organize as idéias para, em 5 minutos, explicar o significado da frase e elabore um discurso que convença o grupo de que a afirmação é verdadeira. O grupo deve ter um cronometrista e todos os participantes falam o que pensam do discurso de cada um dos companheiros do grupo. O líder deve estar atento para que não seja um debate de idéias, mas análise da lógica e da capacidade de convencimento de quem está falando.

Sugestões de frases:

1 .A bomba está perto de explodir

2. O circo vale mais do que o pão.

3. Um por todos, todos por um.

4. A causa verde dá dinheiro.

Se quiser crie suas próprias frases.

A língua dos sinais

17/08/2016  

Quebra-gelo: "A língua dos sinais"

Escreva as frases abaixo em tiras de papel. Peça a alguns participantes que escolham uma tira e, por meio de gestos, "digam" o que está escrito no papel. Após cada apresentação, as pessoas  tentam adivinhar o que foi "dito". :

-Cai fora!

-Eu te amo.

-Você poderia me ajudar, por favor?

-Eu não estou entendendo. Por que você fez isto?

-Eu não acredito.

-Não foi culpa minha.

-Estou com medo. 

-Vai me deixar só?

-Chame a polícia.

Incremente o exercício fazendo com que os participantes dialoguem por meio de gestos. Podem usar estas frases ou criarem outras.

Crescimento e apoio

17/08/2016  

Quebra-gelo: "CRESCIMENTO E APOIO"

Objetivos: mostrar o quanto dependemos uns dos outros e o quanto podemos contribuir para crescimento de cada um.


Começar formando duplas. Um dos componentes da dupla fecha os olhos e passa a andar guiado pelo outro. Não é permitido abrir os olhos e nem tocar no companheiro, tão somente o som da voz do outro o guiará.
Logo em seguida, trocam-se os papéis e o que antes era o guia, passa ser o guiado. Depois de terminada esta dinâmica, todos se reúnem para um momento de compartilhar, onde são respondidas várias perguntas:
O que você sentiu durante o tempo em que estava sendo guiado pelo outro?
Aconteceu de sentir-se tentado a abrir os olhos?
Teve total confiança em seu líder?
Pensou em se vingar do outro quando chegasse sua vez de ser o guia?
Sentiu-se tentado a fazer alguma brincadeira com o "ceguinho"?


Conclusão: Precisamos, sem dúvida alguma, uns dos outros. Para que a mutualidade possa ocorrer de forma dinâmica e eficaz, é preciso desenvolver características de caráter que nos capacitem a desempenhar nosso papel fraterno.

Categorias

Células Dinâmicas Discipulado Downloads Vídeos Todos